Retrospectiva 2020

Aos nossos associados, contribuintes e parceiros,

Puxa, que ano difícil foi 2020 hein? Num ano tão desafiador como esse, como foi importante ter o apoio de vocês para conseguirmos cumprir nossa missão! Chegamos ao final com uma sensação de dever cumprido, com a certeza de grandes desafios que nos esperam em 2021.

Com a pandemia do coronavírus, que assolou o mundo inteiro e trouxe impactos sociais e econômicos graves, tivemos que nos reinventar e reformular todo o planejamento estratégico que tínhamos para o ano. Adequamos nossos projetos de longo prazo e buscamos estar atentos às novas demandas que foram surgindo, para atendimento das necessidades mais básicas e urgentes que as populações mais vulneráveis apresentavam.

Nossos projetos

Com o início do isolamento social, decorrente da pandemia, nossa primeira preocupação foi fazer um diálogo intenso com os projetos, para adequar a atuação de cada um.

Alguns projetos, como a Creche Comunitária Dirce Maria das Dores, de Rio Manso/MG, conseguiram manter parte das suas atividades pedagógicas para algumas faixas etárias, com os protocolos necessárias para a segurança de todos. Já o Futuro da Comunidade, projeto social de ensino de futebol para crianças e adolescentes da comunidade do bairro Santa Cruz, em Belo Horizonte, se adaptou para o formato digital, por meio de aulas e brincadeiras online, mantendo o contato com os alunos atendidos e reforçando junto às famílias as medidas necessárias de proteção.

Em muitos casos, dada a vulnerabilidade do público dos nossos projetos, os recursos foram direcionados para o envio de cestas básicas e itens de higiene para algumas famílias mais necessitadas.

Apoios emergenciais

A partir do mês de março, com a decretação do fechamento de muitas atividades econômicas, houve aumento considerável das demandas emergenciais e pedidos de doação de recursos essenciais, como cestas básicas e produtos de higiene pessoal. Estes apoios emergenciais foram de suma importância para auxiliar famílias que se encontraram em situação ainda mais precária do que já viviam.

Ao todo, em 2020, apoiamos 36 instituições e projetos sociais, alguns mais de uma vez, que beneficiaram diretamente quase 7 mil pessoas, nos municípios de Belo Horizonte, Contagem, Betim, Sabará, Raposos, Brumadinho, Rio Manso, Caeté, São João da Ponte, Conselheiro Lafaiete e Capim Branco.

Contamos a você durante o ano, mas vale destacar alguns principais. O apoio à CUFA – Central Única das Favelas, por exemplo, destinou recursos financeiros para a distribuição de vouchers às famílias de 100 favelas, a serem trocados por alimentos em comércios locais. Também contribuímos com a doação de EPIs e lanches para os profissionais do Hospital Sofia Feldman e Hospital Eduardo de Menezes. Fora os diversos apoios para projetos sociais que atendiam à população em situação de rua, indígenas, quilombolas, entre tantos outros.

Alteração do Estatuto

Em novembro desse ano, aprovamos em Assembleia Geral a alteração do nosso Estatuto, tornando possível que possamos arrecadar, de forma pontual ou recorrente, doações financeiras de pessoas físicas fora do quadro de associados, flexibilizando e potencializando as formas de arrecadação e aumentando o engajamento da sociedade com nossas ações.

As contribuições dos nossos associados, bem como o patrocínio do BDMG e da AFBDMG, continuam sendo fundamentais, mas com isso abrimos a possibilidade de arrecadações externas para algumas demandas específicas.

Papai Noel do INDEC

Foi de emocionar a velocidade com que todas as cartinhas de Natal foram apadrinhadas esse ano! 66 crianças em situação de vulnerabilidade terão um Natal mais feliz, com seus pedidos para o Papai Noel atendidos pelos padrinhos e madrinhas da nossa corrente do bem. Os presentes já foram enviados e os primeiros já começaram a chegar…

A campanha esse ano também se adaptou ao momento em que vivemos, sendo totalmente virtual, e atendeu não somente as crianças dos nossos projetos, mas um grupo especial de crianças do Espaço Emergencial 13 de Setembro, abrigo para refugiados venezuelanos em Boa Vista – Roraima, gerenciado pela organização humanitária Fraternidade sem Fronteiras em parceria com o projeto Refúgio 343, e apoiado pela ACNUR, Agência da ONU para Refugiados.

Olhar para o futuro

Um ano de ainda mais desafios nos espera! E já iniciamos o planejamento estratégico para nos preparar para isso, com um apoio voluntário de um consultor externo para nos auxiliar na construção dos objetivos, metas e indicadores, todos alinhados aos ODS – Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, conforme Agenda 2030 da ONU.

Temos a certeza de que iremos conseguir cumprir o nosso papel, assim como em 2020, graças ao seu apoio! Juntos, continuaremos lutando e trabalhando por um mundo melhor e mais justo. De toda a equipe do INDEC, o nosso muito obrigado!

Um excelente final de ano e um 2021 repleto de realizações!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

<span>%d</span> blogueiros gostam disto: