INDEC apoia

Além dos projetos apoiados de forma contínua ao longo do ano, o INDEC auxilia em demandas pontuais de projetos e instituições parceiras. O apoio pode ser financeiro ou por meio de doação de itens específicos, de acordo com a demanda de cada instituição.

Em função da grave crise provocada pela pandemia do coronavírus, estamos recebendo muitas demandas para auxílio emergencial às populações mais vulneráveis nesse momento e concentrado todos os esforços para atendê-las.

Conheça os apoios já realizados:

  • CUFA – Central Única das Favelas: recursos financeiros para a distribuição de vouchers à famílias de 100 favelas, a serem trocados por alimentos em comércios locais;
  • Projeto Social Voluntários da Esperança: macacões de segurança, marmitex e itens de higiene para distribuição a moradores de rua;
  • TETO: cestas básicas, água e itens de higiene para 30 famílias da comunidade Guarani Kaiowá, em Contagem;
  • Hospital Sofia Feldman: EPIs para os profissionais do hospital;
  • Projeto Social Amor Que Cura: alimentos e itens de higiene para famílias carentes com pacientes em tratamento contra o câncer, em Santa Luzia;
  • CAPE – Casa de Acolhida Padre Eustáquio para Crianças com Câncer: itens de higiene e álcool gel para reforçar a proteção das crianças, pais e funcionários;
  • Centro Espírita Manoel Felipe Santiago: cestas básicas e itens de higiene para distribuição às famílias do Morro do Papagaio e Barragem Santa Lúcia;
  • Comunidade Templo dos Anjos: alimentos e itens de higiene para famílias em situação de vulnerabilidade na cidade de Conselheiro Lafaiete;
  • Transvest: cestas básicas para o público trans de BH e região;
  • Fraternidade Espírita Herbário Irmão José: cestas básicas para famílias em situação de vulnerabilidade na cidade de Capim Branco;
  • União MG: recursos financeiros para alimentação de alunos em situação de extrema pobreza em Minas Gerais;
  • Projeto Salve a Graxa: cestas básicas para profissionais da equipe técnica de eventos musicais;
  • Projeto Rede Solidária: carnes para compor a alimentação servida para pessoas em situação de rua em Belo Horizonte e Contagem;
  • Projeto Talher Solidário: cobertores para pessoas em situação de rua em Belo Horizonte e região metropolitana;
  • Projeto Mimos com Afeto: lanches para os profissionais do Hospital Eduardo de Menezes, que agora atende exclusivamente casos suspeitos ou confirmados de coronavírus;
  • Grupo Bem te Quero – Casa do Grande Coração: cestas básicas para famílias em situação de vulnerabilidade em BH;
  • Projeto Pandemia do Bem: cobertores para pessoas em situação de rua em Belo Horizonte e região metropolitana;
  • Projeto Pré-Enem Morro do Papagaio: vouchers a serem trocados no comércio local para compra de alimentos e gás para os alunos e seus familiares;
  • Associação Comunitária Quilombola de Vereda Viana: cestas básicas para as famílias da comunidade, na cidade de São João da Ponte.
  • Projeto Futuro da Comunidade: vouchers a serem trocados no comércio local para compra de alimentos para famílias de alguns alunos do nosso projeto;
  • Grupo Indígena Katurãma: itens para a confecção de máscaras para proteção contra o coronavírus e cestas básicas para as famílias;
  • Projeto Canto da Rua Emergencial – Pastoral de Rua: itens de higiene para os banhos que são oferecidos para pessoas em situação de rua. O banho é somente um dos serviços oferecidos, em espaço montado na Serraria Souza Pinto, em Belo Horizonte. O projeto conta também com lanche, sanitários, troca de roupa, corte de cabelo e barba, atendimento sócio assistenciais e jurídicos; orientações e cuidados com saúde básica, saúde bucal e prevenção ao COVID-19; atendimento e cuidados de saúde com os pets; auxilio para emissão de certidões, documentação e ainda defesa e garantia de direitos;
  • Projeto Dona de Leite: cestas básicas e leite em pó para as famílias atendidas pelo projeto, que funciona no bairro Ribeiro de Abreu, em Belo Horizonte;
  • Projeto Assistencial Novo Céu: itens de extrema necessidade (luvas de procedimento, gaze estéril) para a instituição, referência no acolhimento de crianças, adolescentes e adultos com paralisia cerebral, em situação de vulnerabilidade;
  • Associação Lar Amor e Esperança: cestas básicas e leite para os pacientes oncológicos em situação de vulnerabilidade atendidos pela instituição, em Contagem.